DOURADOS

DADOS

Localização

O município de Dourados está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, no Sudoeste de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Dourados). A cidade de Dourados localiza-se na zona do planalto do estado de Mato Grosso do Sul, próximo à Serra de Maracaju e na bacia do Rio Paraná. Situa-se próximo à divisa com o estado do Paraná e próximo à fronteira com o Paraguai (cerca de 120 km). Dourados conta com um solo rico em matéria prima, o que se traduz em produção diversificada. Localiza-se na latitude de 22º13??18.54? Sul e longitude de 54°48??23.09? Oeste. Distâncias:

235 km da capital estadual (Campo Grande).

1 250 km da capital federal (Brasília).

Dados

População 2012 - 200.729 Área da unidade territorial (Km²) - 4.086,235 Densidade demográfica (hab/Km²) - 47,97 Gentílico ?? douradense

Seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,79 segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD (2000)

Padroeira: Nossa Senhora da Imaculada

LOCALIZAÇÃO


HISTÓRICO

Antes da colonização do homem branco o município de Dourados era habitado pelas tribos Terena e Kaiwa cuja presença dos descendentes é marcante até os dias atuais constituindo uma das maiores populações indígenas do Brasil.

 

Fundada em 10 de maio de 1.861, a Colônia Militar de Dourados, sob o comando de Antônio João Ribeiro, quando ocorreu a invasão paraguaia. Por este fato, a região tornou-se lendária.

 

No final do século XIX vieram para Mato Grosso, algumas famílias originárias dos Estados do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e São Paulo em busca de novas terras no oeste do país.

 

Dado o acentuado progresso verificado na região e pelas notícias sobre a fertilidade da terra, aluíram novos colonizadores em demanda da exploração dos extensos ervais nativos impulsionado pela ação da Companhia Mate Laranjeira S/A, que deteve o monopólio da exploração dos ervais em toda a região, entre os anos de 1882 e 1924, destacou-se também o desenvolvimento da cultura pastoril e da construção da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, entre 1904 a 1914.

 

Entre os colonizadores, se destacava Marcelino Pires, homem resoluto, dotado de uma coragem extrema e possuidor de grande ardor pelo trabalho da lavoura e pecuária. Marcelino Pires se dedicou com maior intensidade à criação de gado, ocupando vastíssima área de terras, onde se localiza atualmente a cidade de Dourados.

 

Em 20 de dezembro de 1935, com áreas desmembradas do município de Ponta Porã, através do Decreto nº 30 do então Governador do Estado, Sr. Mário Corrêa da Costa foi criado o município de Dourados.

 

A colônia agrícola de Dourados, criada em 1943, com uma área de 50.000 hectares, reservado em 1923 para a colonização, passou a integrar Dourados pelo Decreto de elevação à categoria de município em 1935 atraindo para a região tantas levas de imigrantes brasileiros e estrangeiros, principalmente japoneses, que se dedicaram notadamente ao cultivo de café.

 

Formação Administrativa

 

Distrito criado com denominação de Dourados, pela lei nº 658, de 15-06-1914, subordinado ao município de Ponta Porã.

 

No quadro de apuração do recenseamento geral de I-IX-1920, o distrito de Dourados, figura no município de Ponta Porã.

 

Assim permanecendo em divisão administrativa referente ao ano de 1933.

 

Elevado à categoria de município coma denominação de Dourados, pelo decreto nº 30, de 20-12-1935, desmembrado de Ponta Porã.

 

Sede no antigo distrito de Dourados. Constituído do distrito sede. Instalado em 22-01-1936.

 

Em divisão territorial datada de 31-XII-1936, o município aparece constituído de 4 distritos: Dourados, Carapós, Iguassu e Juti.

 

Em divisão territorial datada de 31-XII-1937, o município aparece constituído de 2 distritos: Dourados e Juti. Não figurando os distritos de Carapós e Iguassu.

 

Pelo Decreto-Lei Estadual nº 145, de 29-03-1938, o distrito de Juti tomou o nome de Santa Luzia.

 

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município de Dourados é constituído de 2 distritos: Dourados e Santa Luzia (ex-Juti).

 

Pelo Decreto-Lei Federal nº 6550, de 31-05-1944, ainda em vigor nos termos dos artigos 161 e 162 do decreto-lei 6887, de 21-09-1944, retificado pelo Decreto-Lei Federal nº 9.055, de 12-03-1946, o Santa Luzia voltou a denominar-se Juti.

 

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 2 distritos: Dourados e Juti (ex-Santa Luzia).

 

Pela Lei Estadual nº 150, de 04-10-1948, é criado o distrito de Guaçu (ex-povoado de Macaúba) e anexado ao município de Dourados.

 

Pela Lei Estadual nº 188, de 16-11-1948, é criado o distrito de Caaparó (ex-povoado), criado com terras desmembradas do distrito de Juti e anexado ao município de Dourados.

 

Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 4 distritos: Dourados, Caarapó, Guaçu e Juti.

 

Pela Lei Estadual 661, de 10-12-1953, é criado o distrito de Itaum (ex-povoado) e anexado ao município Dourados.

 

Em divisão territorial datada de 1-VII-1955, o município é constituído de 5 distritos: Dourados, Caarapó, Guaçu Itaum e Juti.

 

Pela Lei Estadual nº 1190, de 20-02-1958, desmembra do município de Dourados os distritos de Caaparó e Juti, para constituir o novo município de Caaparó.

 

Pela Lei Estadual nº 1125, de 17-11-1958, é criado o distrito de Vila Brasil (ex-povoado) e anexado ao município de Dourados.

 

Pela Lei Estadual nº 1126, de 17-11-1958, é criado o distrito de Bocajá (ex-povoado de Rainha dos Apóstolos), e anexado ao município de Dourados.

 

Pela Lei Estadual nº 1159, de 18-11-1958, é criado o distrito de Picadinha (ex-povoado) e anexado ao município de Dourados.

 

Pela Lei Estadual nº 1197, de 22-12-1958, é criado o distrito de Vila Glória (ex-localidade) e anexado ao município de Dourados.

 

Pela Lei Estadual nº 1202, de 27-12-1958, é criado o distrito de São Pedro (ex-povoado) e anexado ao município de Dourados.

 

Pela Lei Estadual nº 1207, de 27-12-1958, é criado o distrito de Panambi (ex-povoado de Santa Cruz) e anexado ao município de Dourados.

 

Em divisão territorial datada de I-VII-1960, o município é constituído de 9 distritos: Dourados, Bocajá, Guaçu, Itaum, Panambi, Picadinha, São Pedro, Vila Brasil e Vila Glória.

 

Pela Lei Estadual nº 1941, de 11-11-1963, desmembra do município de Dourados o distrito de Vila Glória. Elevado á categoria de município com a denominação de Glória dos Dourados.

 

Pela Lei Estadual nº 2057, de 11-11-1963, desmembra do município de Dourados o distrito de Vila Brasil. Elevado á categoria de município.

 

Pela Lei Estadual 2092, 20-12-1963, é criado o distrito de Vila Vargas e anexado ao município de Dourados.

 

Pela Lei Estadual 2093, 20-12-1963, é criado o distrito de Douradinha e anexado ao município de Dourados.

 

Pela Lei Estadual 2098, 20-12-1963, é criado o distrito de Angélica e anexado ao município de Dourados.

 

Pela Lei Estadual 2101, de 20-12-1963, é criado o distrito de Serraria e anexado ao município de Dourados.

 

Em divisão territorial datada de 31-XII-1963, o município Dourados é constituído de 11 distritos: Dourados, Angélica, Bocajá, Douradina, Guaçu, Itaum, Panambi, Picadinha, São Pedro, Serraria, e Vila Vargas.

 

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1971.

 

Pela Lei Estadual nº 3691, de 13-05-1976, desmembra do município de Dourados o distrito de Angélica. Elevado á categoria de município.

 

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 10 distritos: Dourados, Bocajá, Douradina, Guaçu, Itaum, Panambi, Picadinha, São Pedro, Serraria e Vila Vargas.

 

Pela Lei Estadual nº 78, de 12-05-1980, desmembra do município de Dourados os distritos de Douradina e Bocajá, para formar o novo município de Douradina.

 

Pela Lei Estadual nº 325, 30-12-1981, é criado o distrito de Vila Formosa e anexado ao município de Dourados.

 

Pela Lei Estadual nº 387, de 20-09-1983, o distrito de Serraria tomou o nome de Indápolis.

 

Em divisão territorial datada de 1988, o município é constituído de 9 distritos: Dourados, Guaçu, Indápolis (ex-Serraria), Itaum, Panambi, Picadinha, São Pedro, Vila Formosa e Vila Vargas.

 

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

ECONOMIA

Sendo um importante centro agropecuário, comercial, industrial e de serviços da região, possui a segunda maior arrecadação de ICMS do estado.

Corredor bioceânico

Saída para o Atlântico

O Paraguai possui boas saídas para o Atlântico através do Brasil, uma delas a partir de Dourados em direção aos portos de Paranaguá e Santos. Em Paranaguá e Santos existem entrepostos livres, que permitem ao Paraguai exportar diretamente por estes portos sem que as mercadorias dêm entrada no Brasil. Conta também com a navegação pelo Rio Paraguai, de Assunção até o Rio da Prata.

A distância entre Dourados e Paranaguá é de 1061 km, sendo 250 em pista dupla. Entre Dourados e Santos é de 1020 km, sendo mais de dois terços do percurso em pista dupla.

Saída para o Pacífico

Sem saída para o mar, entretanto, o Paraguai deseja também uma saída para o Pacífico, visando incrementar o seu comércio com os países da América do Sul e do Oriente. Para tanto, há um corredor para o porto de Arica, no norte do Chile, que poderá também incrementar o comércio do sul de Mato Grosso do Sul com o mercado regional do Pacífico.

De Dourados pelas rodovias BR-463 e MS-386 atinge-se Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. A partir daí em direção ao Pacífico segue-se pela Ruta nº 5 pavimentada na direção de Pozo Colorado, que é atingida após 324 km, passando-se por Concepción, cidade afluente do Rio Paraguai. A partir de Pozo Colorado segue-se com direção noroeste pela Ruta 9, pavimentada até Mariscal Estigarribia, na extensão de 530 km. Depois segue-se pela Ruta 9 por mais 259 km sem pavimento até a fronteira com a Bolivia, na localidade de Sargento Rodrigues, distante 789 km de Assunção.

Em território boliviano, segue-se de Hito Villazon, localidade fronteiriça, até Boyuibe, por 128 km em superfície de terra, com direção geral leste-oeste pela rodovia 9. De Boyuibe, situada na rodovia 9, que tem direção geral norte-sul, prossegue-se em estrada pavimentada até Camiri, por 63 km, e daí até Abapó, distante 152 km em estrada quase toda com revestimento primário (ensaibrada). De Abapó a Santa Cruz, são 141 km pavimentados. A partir de Santa Cruz existem rodovias pavimentadas até o Pacífico. O melhor corredor sai de Santa Cruz com rumo norte até Guabirá, num percurso de 60 km (em Santa Cruz entronca-se com o corredor São Paulo ?? Corumbá ?? Bolívia ?? Pacífico e em Guabirá entronca-se com o corredor Brasília ?? Cuiabá ?? Bolívia ?? Pacífico). A partir daí até Cochabamba são 417 km e até Arica são mais 480 km.

Em resumo, a partir de Dourados até o Pacífico pela opção mais curta, ou seja, a que demanda o porto de Arica, são 2.554 km.

PODER LEGISLATIVO

Delia Razuk

-

PMDB

Pastor Sergio

-

PSB

Idenor Machado

-

DEM

Alan Guedes

-

DEM

Juarez O Amigo de Todos

-

PRB

Cido Medeiros

-

DEM

Mauricio Lemes

-

PSB

Bebeto

-

PDT

Madson

-

DEM

Pedro Pepa

-

DEM

Elias Ishy

-

PT

Virginia

-

PP

Dirceu Longhi

-

PT

Raphael Matos

-

PTB

Marcelo Mourao

-

PSD

Pastor Cirilo

-

PTC

Aguilera

-

PSDC

Silas Zanata

-

PV

Nelson Sudário

-

PSC

PODER EXECUTIVO

prefeito - Murilo Zauith (PSB) 

vice - Odilon Azambuja (PMDB)

Endereço: Rua Coronel Ponciano,1700,, Bairro dos Jequitibas Cep: 79830220 Telefone: (67) 3411 - 7661 / Fax: (67) 3411 - 7662 

Data de Emancipação: 20/12/1925

TURISMO

O município possui vários atrativos turísticos que conseguem atrair um bom número de turistas e receita. A cidade tem seu próprio gestor de turismo, o Grande Dourados Convention & Visitors Bureau.

Áreas verdes

Parque dos Ipês

Horto Florestal: área verde localizada mais ao sul da cidade de Dourados.

Parque Antenor Martins: o parque foi fundado em 1977 e possui aproximadamente 7.700 m². Seu destaque é um grande lago onde são realizados campeonatos de pesca. O parque já abrigou grandes eventos como o Verão Dourados.

Parque Arnunpho Fioravanti: se localiza ao lado do terminal rodoviário e shopping center, possuindo um imenso lago e uma grande área de lazer.

Parque Córrego Rêgo d'Água: parque em área de proteção ambiental, ao longo do leito do córrego Rego D'Água.

Parque dos Ipês: inaugurado no final de 1995, já abrigou manifestações culturais de grande importância na cidade, como o "mercado étnico", recentemente realizado.

Praças

Praça Antonio Álvares Duarte: situada em frente ao Hospital Evangélico, a praça abriga o único terminal de transbordo de Dourados.

Praça Antonio João: localizada no centro de Dourados, possui um calçadão, conhecido como calçadão central. Ainda fica na Praça a Igreja Católica Central Imaculada Conceição, mais conhecido por Igreja Matriz.

Praça do Cinqüentenário: relata a história, que a praça foi construída quando Dourados completava 50 anos, em 1985. Eventos musicais, de dança e de teatro são frequentes nessa área pública. Esta praça também recebe eventos religiosos.

Praça Paraguaia: praça de pequeno porte que abriga uma capela da Virgem Madre de Caacupê.

Monumentos

Casa de Madeira (BR-163, Rodovia Dourados - Campo Grande): na data de seu tombamento, era de propriedade de Albino Gonçalves da Silva, no perímetro urbano a do Distrito da Vila São Pedro.

Cruzeiros: um deles foi tombado como patrimônio histórico do município o "Cruzeiro" é marco do início da colonização do Núcleo Colonial de Dourados. O outro se localiza na CAND (Colônia Agrícola Nacional de Dourados).

Estação Ferroviária de Itahum (distrito de Itaum): prédio usado para o embarque e desembarque de passageiros.

Figueiras: se situam nas ruas Wlademiro Muller do Amaral, em frente ao n 274 (1 figueira); Vila Amaral - Av. Pres. Vargas entre Marcelino Pires e Onofre P de Mattos (17 figueiras);Rua João Candido Câmara entre João Vicente Ferreira e Oliveira Marques (12 figueiras); Rua João Rosa Góis entre Joaquim T Alves e Cuiabá (9 figueiras); Avenida Aniz Rasselen, BR-463 (1 figueira).

Marco de Cimento (Parque dos Ipês): delimita a divisa entre o núcleo urbano de Dourados e a Colônia Agrícola Nacional de Dourados. Foi tombado pelo Patrimônio Histórico Municipal "Presidente Getúlio Vargas".

Monumento do Colono: popularmente conhecido como "Mão do Bráz"

Usina Filinto Müller: conhecida também como Usina Velha, na data de seu tombamento ficou estipulado que a antiga usina seria transformada no Museu de Dourados, restaurada pelo poder público municipal, a usina está localizada em uma área de 12.222 m².

CALENDÁRIO

Eventos no mês de SETEMBRO
Sem eventos para o mês

TELEFONES ÚTEIS

Defesa Civil

1º Distrito de Polícia

199

3411-8060

Agência Regional de Transporte

3416-8500

AGETRAN 

Assessoria de Comunicação (ASSECOM)

3428-2776

3411-7626

Câmara Municipal

3410-0100

Central Rádio TAXI

3421-2121

Cerimonial

3411-7100

CIRETRAN

3416-8500

Corpo de Bombeiros

3421-4442/193

Correios

3421-3039

Defeitos de Telefone

103

Delegacia da Mulher

3421-1177

Dept.  de Manutenção de Equipamentos de Informática

Departamento de Tecnologia da Informação

3411-7106

3411-7295

Enersul

0800-647-3196

Fórum

3902-1720

Fundação de Esportes de Dourados

3424-5702

Gabinete do Prefeito

3411-7664

Guarda Municipal

3424-2309/199

Hemocentro

3424-4192

Hospital CASSEMS

3411-9595

Hospital da Vida

3420-7800

Hospital do Coração

3416-4700

Hospital Evangélico

3416-7800

Hospital Evangélico da Mulher

3411-2500

Hospital Universitário

3426-5000

IAGRO

3424-5040

Imposto de Renda

146

INSS

3421-5685

Instituto de Meio Ambiente de Dourados (IMAM)

3428-4970/3428-4971

ISSQN

IPTU

3411-7125

3410-5600

Núcleo Regional de Saúde

3421-4672

PAM

3424-2365

Planejamento

3411-7112/3411-7109

Polícia Ambiental

3428-0384

Polícia Civil

3422-2700

Polícia Federal

3426-7210 /194

Polícia Militar

190

Polícia Rodoviária Federal

3424-3287/191

Prefeitura Municipal de Dourados

3411-7122

PROCON

Terminal Rodoviário Renato Lemes Soares

3423-1184/3411-7754

3424-2660

Procuradoria Geral do Município

3411-7761

SAMU

Aeroporto Municipal

3411-7163/192

3411-7936

Sanesul

195

Secretaria Municipal de Administração

3411-7105/3411-7734

Secretaria Municipal de Agricultura, Indústria e Comércio

3411-7104

Secretaria Municipal de Assistência Social

3411-7718/3411-7708

Secretaria Municipal de Educação

3411-7158/3411-7159

Secretaria Municipal de Finanças

3411-7722

Secretaria Municipal de Governo

FOTOS

VÍDEO


Assista o video e conheça um pouco mais de DOURADOS

© 2021 MUNICÍPIOS MS - Todos os direitos reservados
Cadastre-se em nossa Newsletter
Telefone: (67) 3027-4580 / 9644-4847