AQUIDAUANA

DADOS

Localização

O município de Aquidauana está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, no Pantanal Sul-Mato-Grossense (Microrregião de Aquidauana). Localiza-se na latitude de 20º28??15? Sul e longitude de 55°47??13? Oeste. Distâncias:

139 km da capital estadual (Campo Grande)

1218 km da capital federal (Brasília).

Dados

População 2012 - 45.943 Área da unidade territorial (Km²) - 16.957,751 Densidade demográfica (hab/Km²) - 2,69 Gentílico ?? aquidauanense

Seu Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) é de 0,76 segundo o Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD (2000)

Padroeira: Nossa Senhora Imaculada Conceição

LOCALIZAÇÃO


HISTÓRICO

A história que registra a data de 15 de agosto de 1892 como o início do povoamento de Aquidauana insere-se num espaço físico e humano marcado por parcos registros de quatro séculos anteriores. Isso porque os primeiros colonizadores que por aqui passaram, teriam sido os espanhóis, por volta do século XVI.

Marcaram sua presença aqui antes mesmo da comitiva comandada pelo major Teodoro Paes da Silva Rondon, que trouxe consigo fazendeiros e pessoas vindas da Vila de Miranda e região, cujo projeto expansionista intencionava fundar um povoado à margem esquerda do Rio Aquidauana.

Alguns estudiosos definem o ano de 1600 como uma das referências mais longínquas da presença de colonizadores na região. Neste ano, Ruy Dias de Guzman fundou o povoado de Santiago de Xeres, às margens do Rio Mbotetey, conforme denominação dada pelos Guaranis e que queria dizer rio sinuoso.

Mais tarde veio a chamar-se Aquidauana. Foram, porém, poucos anos de história, pois em 1632 a povoação foi destruída por força das investidas de indígenas e dos bandeirantes paulistas. Quanto aos moradores do povoado, alguns seguiram de volta a Assunção no Paraguai; outros se juntaram aos Bandeirantes e se estabeleceram no atual Estado de São Paulo.

O segundo momento de colonização às margens do piscoso rio se verificou em 1776, quando o explorador João Leme do Prado visitou as ruínas da antiga povoação. Foi uma presença temporária, mas suficiente para registrar a presença de laranjeiras e limoeiros na região. ?Tal era a abundância que formavam verdadeira mata?, registram crônicas mais antigas.

Foi em torno da pecuária que a região, mais tarde, começou a ser, gradativamente, povoada. A necessidade de um local apropriado para as embarcações que navegavam pelo rio Miranda e que fosse mais próximo de Nioaque e de Campo Grande, referências populacionais mais densas, motivou a fundação da nova vila.

Registram os anais que a 15 de agosto de 1892, ?A convite do prestimado cidadão major Theodoro Paes da Silva Rondon, dirigiram-se para a margem do rio Aquidauana diversos fazendeiros e pessoas residentes na Villa Miranda. Essa reunião tinha por fim a escolha do local e do nome da nova povoação e a constituição de uma comissão que proveria à todas necessidades reclamadas?. Reuniram-se para ato cerca de 40 cidadãos, na região onde hoje situa-se a Praça Nossa Senhora Imaculada Conceição.

A opção pelo nome ?Aquidauana? revela a influência da cultura indígena em várias regiões de Mato Grosso do Sul, que tem diversos municípios nominados com termos comuns a etnias indígenas. Segundo a toponímia Guaicuru o termo denomina rio estreito, fino. O nome ?Aquidauana? aparece em mapas datados do século XVII, pelo menos 200 anos antes da fundação do povoado.

?A Ata foi lavrada sobre uma manta de couro, no chão, pois ali só havia solidão e exuberante vegetação?, registra o relato de S. Cardoso Ayala e F. Simon, datado de janeiro de 1914. Segundo o texto a comissão elegeu presidente e ?thesoureiro? ?? Theodoro Rondon e o coronel João d?Almeida Castro - que acumularam as funções fiscais. Essa comissão também organizou os estatutos.

?Nesta época o lugar era um completo sertão, nada existindo?, registram os anais. Três anos depois, porém, o povoado já dava os primeiros sinais de prosperidade.

?A partir de 1893, sucederam-se os ranchos, uns após outros, e foi-se formando assim um agrupamento de expressão social?, registra o ?Resumo Histórico e Estatístico de Aquidauana?, um dos poucos documentos disponíveis nos arquivos do município sobre suas origens.

Formação Administrativa

Elevado à categoria município e distrito com a denominação de Aquidauana, pela Lei Estadual nº 467, de 18-12-1906, desmembrado do município de Miranda.

Sede na Freguesia Alto Aquidauana. Constituído do distrito sede. Instalada em 03-05-1907.

Elevado à categoria de comarca, pela lei nº 549, de 20-07-1910.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o a vila é constituída o distrito sede.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Aquidauana, pela lei estadual nº 772, de 16-07-1918.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 5 distritos: Aquidauana, Corquinho, Correntes, Igrapiuna e Taunay.

Pelo Decreto-Lei Estadual nº 145, de 29-03-1938, o distrito de Igrapiuna tomou o nome de Santa Fé.

Pelo Decreto-Lei Estadual nº 208, de 26-12-1938, o distrito de Santa Fé (ex-Igrapiuna), foi extinto sendo seu território anexado ao distrito sede do município de Aquidauana. O mesmo decreto-lei o distrito de Corrente tomou o nome de Palmeiras.

No quadro fixado para vigorar no período de 1939-1943, o município é constituído de 4 distritos: Aquidauana, Corquinho, Palmeiras (ex-Correntes) e Taunay.

Pelo Decreto-Lei Estadual nº 545, de 31-12-1943, o distrito de Palmeiras tomou o nome de Jango. O mesmo decreto o distrito de Taunay, foi transferido de Aquidauana para o município de Miranda.

Pelo Decreto-Lei Federal nº 6550, de 31-05-1944, o distrito de Taunay volta a pertencer ao município de Aquidauana.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município é constituído de 4 distritos: Aquidauana, Corquinho, Jango e Tanuay.

Pela Lei nº 204, de 23-11-1948, o distrito de Corquinho, foi transferido de Aquidauana para Rochedo.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1-VII-1950, o município é constituído de 3 distritos: Aquidauana, Jango e Taunay.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955.

Pela Lei Estadual nº 1164, de 20-11-1958, foram criados os distritos de Anastácio, Cipolândia, Camisão e Piraputanga e anexados ao município de Aquidauana.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 7 distritos: Aquidauana, Anastácio, Camisão, Cipotânea, Jango, Piraputanga e Taunay.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1963

Pela Lei Estadual nº 2143, de 18-03-1964, desmembra do município de Aquidauana os distritos de Anastácio e Palmeiras (ex-Jango), alterado pela mesma Lei Estadual acima citado, para constituir o novo município de Anastácio.

Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 5 distritos: Aquidauana, Camisão, Cipotânea, Piraputanga e Taunay.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2009.

ECONOMIA

As atividades relacionadas à industria, serviços e agropecuária são a base da economia de Aquidauana. Na agricultura, atualmente, a cidade possui uma área de lavoura temporária de 9.492 ha onde se destaca o cultivo de milho, mandioca e olerícolas. O mesmo acontece na pecuária, com destaque para a de corte, em uma área de 949.694ha de pastagem natural, e 810.790 cabeças de bovinos, segundo dados do IBGE.

Os cursos superiores, nas universidades da região, como UEMS, UFMS, Uniderp, Unigran e cursos técnicos também apontam para uma cidade com mão-de-obra cada vez mais capacitada, além de contínuos investimentos em ensino, ciência e tecnologia.

PODER LEGISLATIVO

Paulo Reis (PMDB)

 

Mauro do Atlântico (PT)

 

Wezer Lucareli (PDT)

 

Valter Caburé (PSDB)

 

Clezio Fialho (PSL)

 

Professora Luzia Cunha (PT)

 

Seu Nilson (PSDC)

 

Anderson Meireles (PT do B)

 

Thales Leite (PSDB)

 

Moacir (PDT)

 

Montana (DEM)

 

Dufles (PT do B)

PODER EXECUTIVO

Prefeito - José Henrique Gonçalves Trindade (PDT) 

Vice-prefeito - Sebastião de Souza Alves (PP)

Endereço: R. Luíz da Costa Gomes, 711, Cidade Nova Cep: 79200000 Telefone: (67) 3241 - 2050 / Fax: (67) 3241 - 6564 

Data de Emancipação: 16/07/1918

TURISMO

Aquidauana é o portal do Pantanal, um dos mais belos ecossistemas do mundo. Sempre de portas abertas para receber os visitantes com muitas atrações, a cidade encanta com seus cenários únicos.

Venha descobrir uma cidade linda que combina potenciais, povo receptivo, cultura forte e natureza. Confira alguns pontos imperdíveis e programe uma visita:

 

Pantanal

A maior planície de inundação contínua do mundo possui região com cerca de 250 mil km². Destaca-se pelas inúmeras espécies de animais e vegetações decorrentes do ambiente contraditório que alterna entre períodos úmidos e de estiagem.

O turismo da região oferece excelentes opções tanto para quem procura aventura como conforto. São diversas estilos de passeios, acomodações e guias. Um ambiente exclusivo no mundo que proporciona momentos inesquecíveis.

Mercado Municipal

Inaugurado em 1962 com o objetivo de se tornar uma feira livre, hoje é um centro para a venda de vários produtos alimentícios. São 22 permissionários que trabalham com frutas, grãos, verduras, carnes e itens típicos da região como o mel e seus derivados, rapadura, peixes nativos, ervas naturais e muitas novidades.

Endereço: Rua Sete de Setembro, 937 Centro

Horário de Funcionamento: 6h às 17h

Igreja Nossa Senhora Imaculada Conceição

Construída em 1930 a Igreja, também chamada de Matriz, se destaca quanto à beleza e características medievais da sua arquitetura. Um ponto turístico bastante interessante da história da cidade.

Endereço: Praça Imaculada Conceição, Centro

 

Museu de Arte Pantaneira

Construído em 1918, o imóvel já foi ocupado pela Caixa Econômica Federal, Asilo dos Idosos, Escola Padre Anchieta e Secretaria de Obras.

A inauguração do Museu aconteceu em 1999, mas foi em 2002 que ganhou o nome de Museu de Arte Pantaneira Manoel Antonio Paes de Barros em homenagem a um dos fundadores da cidade de Aquidauana.

Possui um vasto acervo de itens historicamente importantes como armamentos e artefatos usados na Guerra do Paraguai, registros oficiais do Município, objetos de comunicação, além de obras de arte de artistas regionais.

Endereço: Rua Cândido Mariano, 462 Centro

Horário de Funcionamento: 7h30min às 18h

 

Praça Afonso Pena

Conhecida popularmente como Praça dos Estudantes, oferece uma grande área de lazer e entretenimento, com parque infantil, espaço para jogos de mesa e uma concha acústica para eventos.

A Biblioteca Municipal e a Casa do Artesão também estão dentro da estrutura da praça e dispõem de pequenos suvenires com temas pantaneiros.

 

Parque Ecológico da Lagoa Comprida

Com uma extensa área verde e uma grande lagoa, o Parque já apresenta as características do ecossistema do Pantanal.

Possui pista iluminada para caminhadas, quadra de areia e o Viveiro Municipal. ? uma importante área de preservação e de contato com o meio ambiente.

Endereço: Rua Moisés Albuquerque

Horário de funcionamento: 5 h às 21 h

 

Clube do Laço Pantaneiro

Fundado em 1983, por um grupo de pecuaristas, foi um espaço pioneiro por atrair milhares de pessoas nos eventos realizados. Sua estrutura é composta de pistas de provas para competições, como a de laço, quadra de esportes, parque e área de camping.

Endereço: Rodovia Aquidauana, Km 7

 

Ponte da Amizade

Ponte Roldão de Oliveira, também conhecida como Ponte Velha, foi construída sobre pilares de pedras e lastro de madeira sobre o Rio Aquidauana e faz a ligação da cidade com Anastácio.

Sua arquitetura chama à atenção e sua utilização é muito importante para o trânsito nas regiões. Está localizada, aproximadamente, à latitude 20º28' Sul e à longitude 55º47' Oeste.

CALENDÁRIO

Eventos no mês de JANEIRO
Sem eventos para o mês

TELEFONES ÚTEIS

Associação Comercial

 3241-4042 ou 3241-2854

 

AGENFA

3241-4100

 

Bombeiros- EMERG?NCIA

 193

 

Bombeiros-expediente

3241-2900

 

Central de Ambulâncias

 3241-1407 ou 3241-5566

 

Centro Universitário-CEUA

 3241-0300

 

CEUA-unidade II

 3241-6393 ou 3241-6751

 

CORREIOS

 3241-1982/3241-2976/3241-4366

 

Delegacia da MULHER

 3241-1172

 

Dep. Sistema Penitenciário

 3241-4381

 

DETRAN/Ciretran

 3904-2330

 

ENERSUL

 3241-6981 ou 3241-1144

 

F?RUM

 3241-3763/3241-1604/3241-1494

 

IAGRO-Escritório

 3241-2958

 

IAGRO-EXPOAQUI

 3241-3604 ou 3241-1510

 

IBGE

 3241-3408

 

IDATERRA

 3241-3262

 

Hospital do FUNRURAL

 3241-1684 ou 3241-4123

 

Hospital da Regional (Cidade)

 

OAB/Subseção local

 3241-3762

 3241-3636

 

Polícia Rodoviária Federal

 3241-3600

 

Policia Civil ?? 1° DP

 3241-2020

 

Policia Civil ?? Regional

 3241-2876

 

Polícia Militar-EMERG?NCIA

 190

 

Polícia Militar-expediente

 3241-2212 ou 3241-3204

 

Policia Militar/ROTAI

 3241-6638

 

Polícia Ambiental

 3241-3675 ou 3241-3001

 

PROCON

 3241-5650

 

PRONTO SOCORRO

 3241-6192

 

Receita Federal

 3241-2640 ou 3241-1383

 

 

SANESUL Escritório centro

 3904-2221

 

SANESUL ?? Bairro Serraria

 3904-2210

 

UEMS

 3241-4250 ou 3241-4251

FOTOS

VÍDEO


Assista o video e conheça um pouco mais de AQUIDAUANA

© 2022 MUNICÍPIOS MS - Todos os direitos reservados
Cadastre-se em nossa Newsletter
Telefone: (67) 3027-4580 / 9644-4847